quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Diferenças entre Queijo Minas Frescal e Ricota


Queijos sempre fazem parte da alimentação dos brasileiros, ricos em proteínas é uma ótima opção no nosso cardápio. Por fazer parte da nossa rotina e para agradar diferentes paladares e diferentes necessidades a indústria disponibiliza vários tipos diferentes com preparos e composições bem particulares e diferentes entre si. Comentarei um pouco sobre dois tipos que são opções quando o assunto é dieta: queijo minas frescal e ricota.

Primeiramente, vale ressaltar que ambos tem como base o leite com uma diferença que a seguir vou explicar.

O leite é rico em proteínas de alto valor biológico, e suas proteínas podem ser classificadas como caseína (80%) e as proteínas do soro do leite (20%).  Uma boa diferença entre as duas proteínas é que a caseína na presença de ácidos tem a capacidade de coagular, já as proteínas do soro do leite não. O soro do leite é conhecido pelos esportistas como o “whey” (vindo da língua inglesa).
Como no processo dos queijos há a adição de ácidos para que haja a coagulação da caseína e assim a formação de uma massa, sobra-se o soro do leite que não coagula. Durante muito tempo esse soro foi desperdiçado, mas décadas atrás foi descoberto o seu rico valor nutricional e o mesmo começou a ser utilizado pela indústria alimentícia.

Voltando as diferenças dos queijos: O queijo minas é tipicamente brasileiro, e é produzido a partir da coagulação do leite filtrado e pasteurizado, Já a ricota que é tipicamente italiana é produzida, atráves da acidificação do SORO do leite, que por conter maior concentração de proteínas como a lacoglobulinas, precipitam e forma uma massa que dá origem a ricota.

Essa diferença na composição e processamento é que gera diferenças na composição dos dois queijos, veja a tabela abaixo:

Tabela comparativa de composição nutricional – informações para 100g
Queijo, ricota
Queijo, minas, frescal
Energia
139,7
264,3
Proteína
12,6
17,4
Lipídeos
8,1
20,2
Colesterol
48,7
62,0
Carboidrato
3,8
3,2
Fibras
Não contém
Não contém
Cálcio
253,2
579,3
Magnésio
11,8
6,9
Fósforo
161,5
123,3
Sódio
282,6
31,2
TACO: Tabela de composição de Alimentos – UNICAMP – 2011.

Podemos perceber que o queijo minas frescal possui maior quantidade de calorias, proteínas, gorduras, colesterol e cálcio, quando comparamos o consumo para 100g com a ricota. Não fique triste caso prefira o sabor do queijo minas, uma estratégia é usar uma porção menor comparada a ricota, por exemplo 30g de queijo minas, e para quando temos a necessidade de comer um pouco mais, usa-se a ricota numa porção maior que a do queijo minas frescal, como por exemplo 50g.

Veja a tabela abaixo comparando um consumo de 50g de ricota x 30g de queijo minas frescal:
Queijo, ricota
Queijo, minas, frescal
PORÇÃO
50g
30g
Energia
69,9
79,3
Proteína
6,3
5,2
Lipídeos
4,1
6,1
Colesterol
24,4
18,6
Carboidrato
1,9
1,0
Fibras
Não contém
Não contém
Cálcio
126,6
173,8
Magnésio
5,9
2,1
Fósforo
80,8
37,0
Sódio
141,3
9,4
TACO: Tabela de composição de Alimentos – UNICAMP – 2011.

Sendo assim, ambos podem ser consumidos na nossa dieta, apenas devemos nos atentar as porções.


Nutricinista Clínica-Esportiva Vanessa Lobato

2 comentários:

  1. ..Mas e' sabido que a Casei'na nao e' algo bom de consumir. Por exemplo, e' mais sauda'vel consumir Manteiga clarificada (ghee) que manteiga, mesmo que seja proveniente de vacas que comem pastos en vez de graos (transgenicos).

    ResponderExcluir
  2. Olá Monica!!

    A postagem mostra somente a diferença entre os queijos, ok!
    Não há a indicação de consumo de um ou outro.
    Caseína é um tipo de PROTEÍNA e manteiga é um tipo de GORDURA. Dependendo de cada objetivo será observado um ou outro fator ;)

    ResponderExcluir