Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Sementes e oleaginosas

São alimentos ricos em vários micronutrientes, os minerais e as vitaminas., são alimentos fontes de vitaminas antioxidantes, como a C e a E, vitaminas do complexo B, dos minerais: potássio, magnésio, cálcio, ferro, zinco, além de serem ricas em fibras.
Apesar de ter uma grande quantidade gorduras, podem ser consumidas diariamente por possuirem lipídeos de boa qualidade como ômegas 3, 6 e 9, que são essenciais para o bom funcionamento do corpo, prevenir TPM, e inclusive para o emagrecimento e hipertrofia muscular, pois ajustam todo o metabolismo energétivo.
Exemplos de sementes e oleaginosas que podemos consumir para regularizar o funcionamento do corpo:
Amêndoas, Sementes da abóbora, Gergelim, Castanha de caju crua, Sementes de melancia, Semente de linhaça, Castanha do Pará, amendoim, pistache, avelãs etc Consuma diariamente 1 porção, aproximadamente, 1 colher de sopa de alguma oleaginosa e mais 1 de alguma semente na alimentação diária para se beneficiar com as suas propridades. Veja…

Óleos

Conheça os óleos vegetais
Para uso culinário ou terapêutico há uma gama de óleos que podem ser usados no nosso dia-a-dia, além dos óleos de soja, canola, girassol e do azeite de oliva, há vários outros que trazem benefícios a nossa saúde, veja a seguir:
Óleo de Linhaça: ótima fonte vegetal de ômegas 3 e 6. Ajudam na redução de triglicérides e colesterol, na proteção de neurônios, agem como anti-inflamatório e minimizam nos sintomas da TPM e da Menopausa.
Óleo de Gergelim: fonte de ácidos graxos ômegas 3, 6 e 9, e de Vitamina E. Principal ação como antioxidante, protege as células do corpo dos radicais livres.
Óleo de Macadâmia: fonte de ômegas 6, 7 e 9. Promove o equilíbrio entre as frações de colesterol HDL e LDL, aumenta a lipólise (quebra de gordura) no fígado, /equilibra a secreção de sebácea na pele, além de auxiliar no controle da glicemia no sangue.
Óleo de Castanha do Pará: fonte de ácidos graxos insaturados ômegas 3 e 6. Modulador do sistema imune.
Óleo de coco: fonte de TCM

Líquido durante as refeições, pode?

Não!



Vamos ver porquê beber durante a refeição é prejudicial:

O líquido dilui o suco gástrico do estômago, suco esse formado por ácido clorídrico, enzima digestiva – pepsinogênio/pepsina, muco gástrico e fator intrínseco.O ácido clorídrico tem a função de reduzir o pH do estômago para deixá-lo ácido, para que a enzima digestiva seja convertida de pepsinogênio (desativada) para pepsina (ativada). O muco serve para proteger o estômago da ação do ácido e da pepsina, e o fator intrínseco serve para formar um complexo com a vitamina B12 para que essa possa ser absorvida.Quando bebemos muitos líquidos durante as refeições prejudica a digestão, pois dilui o suco gástrico. Essa diluição faz com que o pH aumente aí o corpo tem que aumentar o seu trabalho para produzir maaais ácido para o pH baixar e ativar o pepsinogênio e completar a digestão. A conseqüência disso é a indigestão que resulta numa indisposição/cansaço. Além disso, o alto volume de líquido dilata o estômago. Um dos sinais para o cé…

Como “ler” e entender os rótulos dos alimentos?

Rótulos! Não se deixe levar pelos “claims”, informações destacadas, nos rótulos, leia atentamente! É nos rótulos onde encontramos todas as informações relativas às propriedades nutricionais do produto que vamos adquirir.
Primeiro ponto importante:
A lista de ingredientes está em ordem DESCRESCENTE, mostrando primeiro o que tem em maior quantidade e terminando com o que tem menor quantidade. Outras questões: na tabela contém informações numéricas dos principais nutrientes para o nosso organismo ou para quem precisa ter um controle alimentar.
Na rotulagem há declarações de propriedades nutricionais do produto onde descreve se esse é “diet”, “light”, “zero”, “integral”, “0% de gordura trans”, “com ômega 3” etc e na tabela descreve quantitativamente os nutrientes.
A avaliação deve ser feita usando como referência a coluna da esquerda com o “valor referencial” para consumo do adulto ou da criança.
Devemos nos atentar a quantidade de sódio para que esse não esteja muito próximo do reco…

Integrais

Cuidado! Nem todo alimento com alegação de ser integral contém SOMENTE carboidratos INTEGRAIS
O que são alimentos integrais?
Não há uma legislação específica que defina como deve ser um produto integral, mas o Ministério da Saúde considera alimento integral aquele que sua estrutura não foi alterada, mantendo integridade de seus nutrientes sem perder os valores quantitativos e qualitativos. E por isso muitos se confundem com a grande oferta de opções de integrais na prateleira.

Bora desconfundir?
Considere um pão integral ou biscoito integral ou macarrão integral aquele que contiver na sua composição FARINHA DE TRIGO INTEGRAL! Melhor ainda se não tiver associado a farinha de trigo refinada.
Muitos pães são feitos com farinha de trigo refinada e com a adição de alguns cereias, o mais comum é a fibra de trigo. Isso faz com que o teor de fibras do pão aumente, porém não faz com que esse pão seja considerado integral, nem que tenha um índice glicêmico mais baixo.
Exemplos de Macarrão com Fari…

Os Benefícios do Gengibre

O gengibre, uma raíz, possui propriedade que variam de tônico, digestivo, expectorante até a afrodisíaco.
Nele contém mais de 400 substâncias, dentre as conhecidas com princípio ativos são os terpenos ou óleos voláteis: como o zingibereno, bisaboleno, geraniol, acetato de geranila, gingeróis, chugaóis, zingiberol, beta-felandreno, boeneol, linalol, acetatos e caprilatos de zingiberol, entre outros.
Quais os seus benefícios? O gengibre apresenta inúmeras propriedades farmacológicas, exercendo nos sistemas digestório, nervoso central e cardiovascular.
Age como estimulante para o Trato Gastro Intestinal, aumentando o peristaltismo e o tônus do músculo intestinal, impede a formação de gases no aparelho digestivo. Utilizado no tratamento de quimioterapia, e de movimentos em viagens de carro e de barco.
Os extratos de gengibre estimulam os centros vasomotor e respiratório melhorando a respiração em casos de congestionamento nasal , auxiliando no combate de gripes, resfriados, catarros…

Cafeína: vilã ou boazinha?

É indiscutível que a cafeína causa bons efeitos no organismo, mas será que para todos, na mesma quantidade, causará somente benefícios?
Bem, algo que preocupa quanto ao consumo da CAFEÍNA, e veja que estou falando da substância ISOLADA, consequentemente em maior concetração, é quanto o aumento da pressão arterial e aumento da secreção ácida gástrica. Fatores esses que pessoas com problemas cardíacos e/ou com problemas gástricos devem avaliar a consumo para não agravar os casos.
Não há nada documentado que a Cafeína ou o café seja CAUSADOR de problemas cardíacos e gástricos. Abrindo um parenteses: O consumo excessivo de café é sempre relacionado a problemas gástricos, como a gastrite, mas vale ressaltar que muitas pessoas que consomem muito café, na grande maioria das vezes não consome alimentos nos intervalos substituição uma ou mais refeições pelo consumo excessivo de café. Outro fato importante é a qualidade desse café! Consumimos, muitas vezes, cafés de má qualidade o que agrava a …

OVOS

Sempre damos muita ênfase a clara, rica em albumina, proteína de altíssimo valor biológico! Mas, será que os ovos são apenas fontes desses 'blocos construtores” do nosso organismo?
As proteínas são fontes para praticamente o nosso organismo inteiro, desde cabelos até músculos.
Porém, há outras fontes também!
· Os minerais zinco e selênio e das vitaminas A, B, D e E;
· Além disso têm lecitina e colina, nutrientes importantes para o cérebro, ajudando na memória, na concentração e no estado emocional saudável;
· E mais, são importantes fontes dos fito-químicos luteína e zeaxantina, que contribuem para a saúde dos olhos.
Mas e o COLESTEROL?
Hoje é comprovado cientificamente que não há relação entre o consumo de ovos e o aumento do nível de colesterol ruim no organismo.
O problema está na no modo de preparo e na quantidade diária! O processo de fritura utiliza óleos vegetais que ao serem aquecidos sofrem alterações em seus componentes, tornando-se fontes de gorduras saturadas,…

Glucosamina

Treinos, treinos e mais treinos e de repente: Dor! Não estou descrevendo a dor muscular, que sabemos ser necessária, #NoPainNoGain, mas digo a Dor Articular! =/
A parte de fortalecimento correto, usos de anti-inflamatórios e tudo mais deixo com os professores de educação física, médicos e com os fisioterapeutas. Vamos falar de uma substância que pode ajudar nesse processo de recuperação e de prevenção!
Glucosamina é um carboidrato! E é um dos principais integrantes das cartilagens.
Especificamente, a glucosamina é um aminossacarídeo produzido pelo nosso organismo a partir da glicose.
Como não há fontes alimentares, então o jeito é suplementar.
Fontes para suplementos: os exoesqueletos de crustáceos! Para quem tem alergia de crustáceos fica um alerta!!!
Mecanismo de ação
A glucosamina age no TGF-B1 (Fator de Transformação de Crescimento – β1) que é uma proteína que controla a proliferação, diferenciação celular e outras funções na maioria das células. Aumentando a produção de…