Pular para o conteúdo principal

Cafeína: vilã ou boazinha?

É indiscutível que a cafeína causa bons efeitos no organismo, mas será que para todos, na mesma quantidade, causará somente benefícios?

Bem, algo que preocupa quanto ao consumo da CAFEÍNA, e veja que estou falando da substância ISOLADA, consequentemente em maior concetração, é quanto o aumento da pressão arterial e aumento da secreção ácida gástrica. Fatores esses que pessoas com problemas cardíacos e/ou com problemas gástricos devem avaliar a consumo para não agravar os casos.

Não há nada documentado que a Cafeína ou o café seja CAUSADOR de problemas cardíacos e gástricos.
Abrindo um parenteses: O consumo excessivo de café é sempre relacionado a problemas gástricos, como a gastrite, mas vale ressaltar que muitas pessoas que consomem muito café, na grande maioria das vezes não consome alimentos nos intervalos substituição uma ou mais refeições pelo consumo excessivo de café. Outro fato importante é a qualidade desse café! Consumimos, muitas vezes, cafés de má qualidade o que agrava a sensibilidade gástrica!

Um erro constante que eu vejo quanto ao uso da cafeína é por pessoas que estão numa fase de trabalho e/ou estudos exaustivos e usam a cafeína para manter-se em alerta nas suas atividades.

No início funciona bem.
Dependendo do caso, como pessoas das forças armadas que ficam de plantão por um longo período e precisam ficar alertas, o consumo da cafeína ajuda, maaaaaas quando isso acontece com uma certa frequência, sem o sono ADEQUADO para reparar e recuperar o organismo esse consumo pode prejudicar o corpo. O consumo de cafeína, em altas quantidades, consumida constantemente, para corrigir falhas de um sono inadequado, causa um rebote de sono que pode até causar acidentes. A pessoa sente-se tão cansada, de um tempo para outro, que se trabalhar com máquinas ou estiver dirigindo, pode dormir causando acidentes.

Lembrem-se que o que diferencia um remédio de uma veneno é a dose!

Att,
Van nutri

Vanessa Lobato
nutricionista esportiva

Comentários

  1. Boa noite Vanessa!

    Café antes do AEJ pode fazer mal? Existe alguma forma segura?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Probióticos

O que são Probióticos?

São microorganismos vivos que numa quantidade controlada causam benefícios ao nosso organismo.Existem no mercado alguns produtos com alegação de probióticos como os Leite Fermentados Sofly, Actimel, Yakult (yakult e yakult +30), os iogurtes Activia, Biofibras e Lective, e além dos vendidos em sachês ou cápsulas com uma maior concentração e/ou variedades de cepas (tipos) de probióticos.

Para um produto ser considerado como probiótico é necessário conter uma quantidade mínima de 108 unidade formadora de colônia (UFC) que cheguem VIVAS até o intestino.Vale ressaltar que tudo que consumimos tem que passar pela boca, esôfago e estômago para chegar até o intestino, e lembre-se também que o nosso estômago tem o pH Ácido, fator limitante para a chegada dos microorganismoa vivos até o intestino.Então, a quantidade de microorganismos nos produtos têm que ser superior a 1X108 = 100.000.000 UFC, pois alguns não resistiram ao pH ácido do estômago!Para proteger os microorgani…

Colágeno e Firmeza da pele

ATUALIZADO EM 18/maio/2016

O que é colágeno? Colágeno é uma proteína (Proteína é o "coletivo" de aminoácidos) que tem como função principal dar estrutura, sustentação celular, sendo componente de pele, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões.
Os aminoácidos que formam o colágeno na sua grande maioria são: lisina, glicina, prolina e hidroxiprolina. Mas, também contêm na sua cadeia os outros 17 aminoácidos, porém em quantidades reduzidas.

Nosso corpo sintetiza vários tipos de colágeno, porque esse compõe várias partes do corpo como a matriz orgânica dos ossos, os tecidos conjuntivos de todos os nossos ligamentos (tendões), constitui também a pele, o cabelo, o sangue e os vasos sanguíneos. Para cada local o corpo sintetiza um tipo de colágeno diferente.



Tipos de colágeno:
TIPOFunçõesIEste é o colágeno mais abundante do corpo humano. Está presente no tecido cicatricial, o produto final quando tecido cicatriza por reparação. Pode ser encontrada nos tendões, pele, paredes da artéri…

UC-II - O novo colágeno?

Há muito tempo escrevi uma postagem sobre a proteína colágeno e vi que muitas pessoas se interessam pelo assunto.
Descrevi que temos cerca de 14 tipos diferentes de colágeno. E, que o colágeno hidrolisado que consumimos na forma de suplementos já foi digerido, sendo assim absorvemos os aminoácidos para a produção – lisina, glicina, prolina e hidroxiprolina.

Já na nossa corrente sanguínea, nas nossas vias metabólicas, o corpo irá decidir para qual dos 14 tipos de colágeno será feita a conversão. Lembrando sempre que são necessários vários nutrientes para isso.  E, que na maioria das pessoas o limitante na produção dessa proteína e mais os micronutrientes do que os aminoácidos.

Pois bem! Fui apresentada ao UC-II. De início fiquei desconfiada, pois não havia entendido o modo de ação. Eu comparava ao modo de ação do colágeno hidrolisado, que você consome uma dose de 5 a 10g, com os micronutrientes, e o organismo decidirá qual forma do colágeno vai produzir, e usará os aminoácidos como matéria-…